Curso Objetivo

Login ou senha incorretos
0800 77 00 189                

Enem 2020: Inep prorroga as inscrições


22/05/2020
Exame Nacional de Ensino Médio

Prazo terminaria nesta sexta-feira e foi prorrogado até o dia 27 de maio. Provas continuam sem data definida.

As inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 foram prorrogadas até as 23h59 da próxima quarta-feira, 27 de maio. A taxa para participação é de R$ 85 e deve ser paga até o próximo dia 28. O prazo anterior de inscrição terminaria hoje.

Faça sua inscrição no Enem 2020

As provas do Enem 2020 foram adiadas pelo Inep em virtude da pandemia da Covid-19, e o fim das inscrições havia sido mantido até o início da tarde de sexta-feira (22), quando o Inep anunciou o aumento do prazo. Em nota, o instituto alegou que "vai realizar uma consulta aos inscritos para definir novas datas para o exame. No entanto, para que todos os procedimentos preparatórios sejam cumpridos, faz-se necessário concluir o processo de inscrição".

Durante o período de inscrições muitos estudantes têm reclamado que estão enfrentando problemas no sistema para carregar a foto de perfil, uma nova exigência do Enem para este ano. O Inep também informou que os estudantes poderão fazer o envio da foto em período posterior ao de inscrição e, até o momento, não definiu a data limite. 

Até as 12h de sexta-feira (22), o Ministério da Educação informou que foram contabilizadas 5.151.868 pessoas inscritas, sendo 5.050.768 na versão impressa e 101.100 na digital.

Quem pode fazer o Enem?

O Enem Impresso pode ser feito por qualquer pessoa, mas as notas só podem ser usadas para ingresso em cursos superiores por quem está matriculado no 3º ano do ensino médio ou já terminou os estudos. Os alunos das demais séries do ensino médio podem fazer as provas para treinamento, por isso, são chamados de treineiros. 

O Enem Digital só pode ser feito por quem está matriculado no 3º ano do ensino médio ou já tenha concluído. Além disso, o edital não contempla pessoas que necessitem de atendimento especializado. Durante a votação sobre o adiamento do Enem no Senado, foi adicionado ao texto do Projeto de Lei uma emenda exigindo a inclusão de recursos de acessibilidade no Enem Digital. 

Como fazer a inscrição no Enem 2020?

A inscrição do Enem 2020 é feita exclusivamente pela internet, na Página do Participante. O participante precisa cadastrar CPF e senha para acesso ao site e responder perguntas como data de nascimento, sexo, cor/raça, estado civil e nacionalidade), local de nascimento, número do RG, endereço com CEP, opção de língua estrangeira, cidade onde fará as provas e escolaridade. Há também um questionário socioeconômico ao fim do cadastro. 

Segundo o Inep, estudantes que não têm RG podem fazer a inscrição no Enem 2020 usando outro documento. A medida foi adotada para não prejudicar pessoas que precisavam emitir o documento, mas que, por conta da pandemia do coronavírus, não podem fazê-lo neste momento.

O Enem 2020 tem como novidade das medidas de segurança a obrigatoriedade de foto do participante. O upload da imagem é solicitado no momento da inscrição. Outro item que só pode ser escolhido no momento da inscrição é o formato das provas: Enem Impresso ou Enem Digital. A versão impressa (tradicional) é ilimitada, já o Enem Digital receberá até 100 mil inscrições para sua primeira edição. 

A opção por atendimento especializado também deve ser feita durante a inscrição do Enem 2020. É necessário informar qual a necessidade para a realização das provas e anexar documentos que comprovem o direito aos recursos de acessibilidade. 

Saiba tudo sobre o atendimento especializado no Enem

Ao fim da inscrição, estudantes que NÃO ganharam a isenção da taxa terão que gerar o boleto de R$ 85 para pagamento até 28 de maio. O valor pode ser pago em agências bancárias físicas ou virtuais (internet banking e aplicativos), casas lotéricas, caixas eletrônicos ou agências dos Correios. 

Isenção da taxa

Estudantes de baixa renda puderam solicitar a isenção da taxa de inscrição de 6 a 17 de abril e, de acordo com o Inep, 3,4 milhões de participantes conseguiram a gratuidade. 

Apesar da concessão da isenção, o Inep foi questionado a respeito do possível prejuízo aos estudantes de baixa renda que não conseguiram solicitar a gratuidade, já que não tiveram acesso à internet pelas medidas de distanciamento social decorrentes da pandemia. Por isso, excepcionalmente, a isenção da taxa pode ser solicitada até o fim das inscrições do Enem 2020, as 23h59 desta sexta-feira (22). 

A isenção é destinada aos participantes que estejam em uma das condições abaixo:

  • Matriculados no último ano do ensino médio em escolas públicas;
  • Participantes que tenham feito todo o ensino médio em escolas públicas ou com bolsas integrais em colégios particulares, tendo renda de até um salário mínimo e meio (R$ 1.567,50);
  • Inscritos no CadÚnico do Governo Federal, com Número de Identificação Social (NIS) próprio, que tenham renda de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50) ou total de três salários mínimos (R$ 3.135).

Adiamento do Enem

As medidas de distanciamento social exigiram o fechamento de escolas em todo o país, deixando grande parte dos estudantes sem aulas, já que nem toda a rede de ensino conta com estrutura para aulas on-line e são muitos os alunos que não têm acesso à internet em casa, o que gera desigualdade na preparação para o Enem. 

Na última terça-feira, 19 de maio, o Projeto de Lei da senadora Daniella Ribeiro (PP/PB) pedindo o adiamento do Enem e vestibulares foi aprovado pelo Senado. Entenda o PL aqui

Na quarta-feira (20), o Inep anunciou a decisão de adiar de 30 a 60 dias a aplicação do Enem 2020, com novas datas definidas após consulta aos inscritos. O Enem impresso estava previsto para 1º e 8 de novembro, enquanto o Digital seria aplicado em 22 e 29 de novembro. 

Como serão as provas?

Apesar do adiamento, as provas permanecem com a mesma composição:

  • 1º dia: 45 questões de Linguagens e Códigos + 45 de Ciências Humanas + Redação
  • 2º dia: 45 questões de Ciências da Natureza + 45 de Matemática

Enem Digital NÃO será feito nas casas dos participantes. As provas serão realizadas em computadores instalados em instituições de ensino definidas pelo Inep, sem acesso à internet, com redação feita em papel. 

Mais informações no site do Inep e pelos editais do Enem Impresso ou Digital.

Fonte: UOL Vestibular