Curso Objetivo

Login ou senha incorretos
0800 77 00 189                  

Vestibular Unicamp 2023 tem 61 mil inscritos. Veja a relação candidatos-vaga!


23/09/2022
Universidade Estadual de Campinas

Manual do Ingresso 2023

Relação candidatos-vaga

Inscritos por cidade

Música – envie seus vídeos

Edital do Vestibular 2023

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) está divulgando o total de inscritos para o Vestibular Unicamp 2023 e a relação candidatos-vaga por curso. Estão inscritos no processo, 61.624 candidatos, que irão concorrer a 2.540 vagas, em 69 cursos de graduação. Desse total, 12,6 mil estudantes optaram por fazer a inscrição automática também para a modalidade Enem-Unicamp, disponibilizada pela primeira vez pela Comvest no formulário do Vestibular. O número representa uma adesão de 82% dos candidatos que tinham o perfil para fazer a escolha. Assim, esses estudantes não precisarão inscrever-se novamente em novembro – quando a Comissão abre as inscrições para a modalidade Enem-Unicamp – e podem aumentar suas chances de ingressar na Unicamp, concorrendo nas duas modalidades. A Comvest também registrou índices positivos entre os perfis de inclusão social, com aumento no percentual de candidatos cotistas e candidatos isentos, além de ter mantido o índice de cerca de 30% de estudantes oriundos de escolas públicas (dados na tabela abaixo). Os locais de prova da primeira fase, que ocorrerá no dia 6 de novembro, serão divulgados no dia 25 de outubro, nesta página.

O percentual de estudantes de escolas públicas no ensino médio registrado foi de 30,2% (18.620). O índice de candidatos que fizeram a opção pelas cotas étnico-raciais subiu para 11,1% (6.837) e o de estudantes autodeclarados pretos e pardos no geral para 19,6% (12.126) do total de inscritos no Vestibular Unicamp 2023. O percentual de estudantes inscritos que foram beneficiados pela isenção da taxa de inscrição está entre os maiores dos últimos anos, com 12,3% (7.598) do total de candidatos.

Para o diretor da Comvest, José Alves de Freitas Neto, o número total de inscritos ficou dentro do patamar histórico registrado pela Comvest. Ele destacou a manutenção dos índices de inclusão como um aspecto importante. “Os percentuais de estudantes de escola pública e de autodeclarados pretos e pardos é um pouco inferior aos registrados antes da pandemia, por isso, temos um esforço enorme a fazer nos próximos anos para retomar as expectativas desses jovens para que se inscrevam no vestibular e em outras modalidades de ingresso na Unicamp”, disse José Alves.

O diretor da Comvest ressaltou a alta adesão, no formulário de inscrição, dos optantes pelas cotas étnico-raciais ao uso de fotografias feitas nos dias de provas da segunda fase para uso da Comissão de Averiguação no processo de validação das autodeclarações dos candidatos. “Atingimos 99% de adesão ao uso das fotografias e isso seguramente dá maior segurança e maior agilidade ao trabalho que é realizado pelos membros das comissões de averiguação no momento em que fazem pessoalmente a análise das fotografias coletas na segunda fase”, explicou José Alves.

Demanda

Entre as carreiras mais procuradas no Vestibular Unicamp 2023, chamou a atenção o aumento da demanda para o curso noturno de Ciências da Computação, que passou de 1.951 inscritos para 3.034 candidatos nessa edição do Vestibular, chegando a 75,8 candidatos por vaga contra 48,8 no ano anterior. Além desse curso, estão entre os dez mais procurados: Medicina; Arquitetura e Urbanismo; Ciências Biológicas; Engenharia da Computação; Comunicação Social-Midialogia; Farmácia; Enfermagem; Ciências Econômicas (Integral e Noturno) e História. A relação candidatos-vaga geral passou de 24,9 para 24,3% este ano. A tabela com a relação candidatos-vaga completa e o total de inscritos por cidade de prova estão disponíveis no site da Comvest.

Para o diretor da Comissão, o aumento da procura pelo curso de Ciências da Computação está relacionado às expectativas de atuação nessa área. “Relacionamos esse aumento de mais de 50% de candidatos nesse curso com as notícias a respeito da grande empregabilidade e ao cenário do mercado de trabalho que tem impulsionado as áreas de tecnologia e informação. Os demais cursos mantiveram os parâmetros de procura, o que nos coloca o desafio de fazer um excelente vestibular no próximo dia 6 de novembro”, comentou.

Provas

A primeira fase do Vestibular Unicamp 2023 será realizada no dia 6 de novembro de 2022 e a segunda fase acontecerá nos dias 11 e 12 de dezembro de 2022. Antes da primeira fase, haverá provas de Habilidades Específicas para candidatos aos cursos de Música (com envio de vídeos pela internetentre 19 e 30 de setembro). Para os demais cursos que exigem provas específicas (Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais e Dança), as provas de Habilidades Específicas ocorrerão entre os dias 4 e 6 de janeiro de 2023.

A primeira fase será aplicada, no Estado de São Paulo, em 31 cidades: Araçatuba, Barueri, Bauru, Botucatu, Bragança Paulista, Campinas, Franca, Guarulhos, Indaiatuba, Jundiaí, Limeira, Lorena, Marília, Mogi das Cruzes, Mogi Guaçu, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santa Bárbara D’Oeste, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Carlos, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, Sorocaba, Sumaré e Valinhos. Fora do Estado de São Paulo, recebem as provas do Vestibular Unicamp cinco capitais: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza e Salvador.

Inclusão social – Inscritos

2018 2019 2020 2021 2022 2023
Escola pública 30,7% 30,9% 32,2% 34,2% 30,5% 30,2%
Pretos e pardos 22,2% 21,8% 21,3% 21% 19,1% 19,6%
Cotas étnico-raciais 12% 11% 12% 10,7% 11,1%
Candidatos isentos 9,6% 9,5% 10,1% 14,1% 11,5% 12,3%

FONTE: COMVEST